Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

By SaltoNaComputação

Ei, você está dando feedback para os seus colaboradores?Sabia que líderes e liderados precisam de feedback?Duas situações:Um gerente precisava no mesmo dia: demitir um funcionário e reter outro talento que havia pedido demissão.1) No momento da demissão ele foi surpreendido com a seguinte colocação: – Interessante, estou aqui a um ano, todos os dias chego e saiu no horário correto, faço as mesmas coisas e nunca ninguém me chamou para dizer se eu estava indo bem ou precisava melhorar, logo pensei que estava indo bem, isso é no mínimo injusto.2) Para reter o talento ele iniciou a conversa dizendo: – Não gostaríamos de perdê-lo, pois você vem fazendo um excelente trabalho e é muito importante para a empresa.O funcionário então disse: – Sério? Teve outra empresa que ouviu falar de mim, me fez uma proposta melhor e eu aceitei com naturalidade, porque achei que nem ia fazer falta aqui, porque nunca me disseram que eu estava indo bem ou que sou importante para a empresa.Feedback é umas das técnicas mais eficientes de comunicação e é uma manifestação de afeto e respeito pelo funcionário.Todos nós necessitamos de atenção, confiança e incentivo. Todo profissional precisa de feedback para ser mais produtivo.Algumas reflexões:
Porque as pessoas em geral apontam erros e falhas tão rapidamente e são tão lentos para reconhecer acertos?
Você costuma fazer reuniões de feedback?
De acordo com WILLIAMS (2005), para melhorar o feedback que oferecemos aos outros, existem cinco princípios básicos que precisamos conhecer. São eles:A qualidade de qualquer relação, seja profissional ou pessoal, depende da qualidade e da quantidade de feedback que cada indivíduo recebe do outro. Se o feedback for pobre, a relação será igualmente pobre. Se for crítico ou ofensivo, assim será a relação. Mas, se for positivo, a relação também será positiva.
Profissionais de qualquer nível hierárquico ignoram o fato de que a cordialidade é um tipo fundamental de feedback. Por isso, dar bom-dia as pessoas e perguntar como foi seu final de semana é um feedback importante. O que alguns podem considerar irrelevante ou papo furado desnecessário é na verdade um feedback de grande valor para a maioria das pessoas. Isso se aplica tanto a seus colaboradores e colegas como também a amigos e familiares.
O contato visual é um tipo de feedback. Quando não fazemos contato visual, é como se estivéssemos dizendo: “Você não é importante o bastante para que eu perca meu tempo olhando para você”.
Precisamos saber que algumas pessoas demandam mais feedback do que outras. Dizemos que elas são de “manutenção alta” porque precisam de muita atenção e disponibilidade. Com freqüência evitamos dar a essas pessoas qualquer espécie de retorno porque temos medo de que, quanto mais lhes dermos, mais irão querer. Mas, ao negarmos feedback a uma pessoa de “manutenção alta”, estamos de fato piorando, e não melhorando a situação.
Sonegar feedback a alguém é uma espécie de castigo psicológico. Justamente por ser tão doloroso ao ser negado, o feedback pode ser também muito poderoso quando aplicado de forma apropriada. Assim, dar um bom-dia ou fazer contato visual é algo muito simples, mas que causam um grande impacto a quem está recebendo.
Você não sabe como dar um feedback e qual o momento adequado?Avalie e pontue:

O que foi bom?
O que foi ruim?
O que não está indo bem?
2 . feedback precisa ser dado com frequência, ou seja, é bom planejar feedbacks ao final de um ciclo;Sempre faça as reuniões em uma sala reservada. Não transforme a reunião de feedback em um bate-papo sem pontos levantados, sem a formalidade necessário. Você precisa estar preparado para essa reunião.
Lembre-se sempre, o feedback deve ser usado de forma positiva;
É importante durante a reunião fazer um plano de ação para formalizar o que precisa mudar, com devidos prazos e agendamento para o próximo feedback.
Para finalizar e simplificar:
Levante FATOS
Qual o IMPACTO gerou
O que precisa MUDAR

Alguns comportamentos sinalizam que o profissional não está indo bem como: pouca iniciativa, ausência, problemas de relacionamento, baixa produtividade, tristeza, pouca interação com o time.Perceba! Converse! Respeite o profissional que passa mais horas do seu dia se dedicando ao trabalho que a própria família.Referências WILLIAMS. L. Richard. Preciso saber se estou indo bem!! Rio de Janeiro: Sextante, 2005.Por Liliana Carrha

Source: http://www.saltonacomputacao.com/2014/04/sera-que-estou-indo-bem.html

Category: Agile

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.