Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By Cleber Medeiros Braz Pessoal neste Post vamos criar um código para acessar o Gmail utilizando o Selenium WebDriver na linguagem C# pelo Visual Studio.É bastante semelhante com o Java, os comandos são quase que os mesmos, só mudam as formas de escrever.Vamos fazer um tutorial passo a passo como fizemos no Eclipse para o Java.O endereço oficial do Selenium é http://docs.seleniumhq.org neste site você tem todas as Dlls e downloads para utilizar um dos produtos Selenium (IDE, RC e Webdriver).Para utilizarmos o Selenium Webdriver no Visual Studio devemos primeiramente baixar as Dlls para que o Selenium funcione(Abaixo link para download).
Link: http://selenium.googlecode.com/files/selenium-dotnet-2.33.0.zipBaixei também os drivers para utilizar os outros Browser (Internet Explorer e Chrome).Driver IE – 32 bits http://code.google.com/p/selenium/downloads/detail?name=IEDriverServer_Win32_2.33.0.zipDriver IE – 64 bits http://code.google.com/p/selenium/downloads/detail?name=IEDriverServer_x64_2.33.0.zipDriver Chrome – http://code.google.com/p/chromedriver/downloads/detail?name=chromedriver_win32_2.0.zip&can=2&q= Após baixar o pacote, descompacte os arquivos e deixe salvo em um diretório fácil de se lembrar e utilizar, eu prefiro colocar no C: .Abaixo imagem de como deixei no meu C:. A pasta que vamos importar no projeto está dentro da pasta selenium-dotnet-2.33.0Agora vamos criar o Projeto no Visual StudioVamos selecionar a opção Console com o nome Gmail
Pronto criamos o ProjetoOk agora vamos adicionar as Referencias(Dlls) para o Visual Studio reconhecer os Comandos do SeleniumClique com o botão direito em References e em seguida clique Add ReferenceNa Aba Browser vamos direcionar a pasta que criamos no C:Seleniumselenium-dotnet-2.33.0, selecione Net40Selecione todas as Dlls e clique em OKAgora o Visual Studio está pronto para trabalhar com o Selenium WebDriver.

Source: http://795ktiassuntos.blogspot.com/2013/07/tutorial-selenium-webdriver-c-visual.html

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.