Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By Cintia Armesto Uma crescente onda colaborativa toma conta do cenário de testes no ambiente em que interajo diariamente. Não sei se era eu quem estava durmindo enquanto tudo isso já acontecia, ou se simplesmente todo mundo só foi se acordar agora. Mesmo assim ainda vejo pessoas dentro da casca de ovo que preferem viver a parte de todo esse movimento, talvez porque duvidem da força que essa ações tenham, ou se achem bons demais para partilharem o que sabem.Aos que então remam a favor da colaboração temos uma série de exemplos.Nesta última Terça feira fui a um evento organizados pelo GUTS-RS, uma galera que de dispõe a discutir e compartilhar coisas do nosso dia-a-dia. O evento foi aqui na PUC e três pessoas falaram de assuntos bem atuais em nossa área.
Gabriel Oliveira – Performance testing

Patricia Araújo- 5w2h

Guilherme Motta – Verdades e Mentiras sobre Teste de Software
Quem iniciou falando foi o Gabriel, que nos apresentou sobre performance test,em seguida tivemos a Patricia Araújo, que falou sobre como o processo 5w2h pode se ajustar aos testes, auxiliando no relantamento de requisitos para equipes ágeis. Na sequencia da Patricia, ouvimos o Motta falando sobre Verdades e Mentiras sobre Teste de Software no mundo mágico do Agile.Quem quiser dar uma conferida no que eles apresentaram , pode conferir as palestras no blog do GUTS-RS.E nessa verdadeira onde em que disse que encontro:Hoje é dia de falarmos sobre Teste! Teremos um primeiro ciclo de conversas aqui na RBS onde os QAs de cada time irão apresentar o que estão fazendo, que ferramentas estão usando, enfim como estão os testes em seus times.
Após a rodada de apresentações abriremos 10 minutos para debatermos sobre nossos processos e o quanto podemos melhorar, para garantirmos mais qualidade aos nossos produtos.No próximo post conto como foi nosso debate.Então é isso! Vou tomar um mate e testar!!!

Source: http://guriatech.blogspot.com/2012/11/precisamos-falar-sobre-testes.html

Category: GUTS, GUTS-RS, métodos ágeis, qualidade de software, testes de software

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.