Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By [email protected] (Maira Stella da Silva)
Olá testadores!

Ultimamente nos blogs de humor (que eu acesso fora do horário de trabalho, que fique bem claro), vejo muitas tirinhas de “desprezo infinito”, onde duas pessoas possuem preferências opostas e portanto se desprezam por isso.

A relação entre desenvolvedores e testadores pode não ser das melhores. Já li muito isso, em livros, artigos, e culturamente a ideia difundida entre os programadores é: “um testador?! Mas pra que? O sistema sempre funcionou, tudo funciona…”. E o testador já pensa: “in God we trust, the rest we test.”. Enquanto o programador desenvolve o software para que atenda os requisitos e funcione, o testador tem que se esforçar para encontrar erros. São pontos de vistas divergentes, objetivos diferentes, certo?

Errado!
Muito errado!

A equipe deve ter plena consciência de que o objetivo é o mesmo: GARANTIR A QUALIDADE DO SISTEMA!

Quando eu comecei a fazer testes, a ideia de rivalidade era muito concreta. Sendo assim, eu evitava de conversar com os programadores, e se caso possuísse alguma dúvida em relação a erros, eu tentava me expressar da maneira menos ofensiva possível. Os erros identificados eram cadastrados, posteriormente corrigidos, retestados, e pronto.
Com o tempo, e com as dúvidas que surgiam durante o processo de testes, a liberdade de perguntar e conversar sobre o erro foi aumentando.
“O que é isso? Por que isso acontece? Em qual módulo poderá acontecer esse erro?”

É claro que a maneira como você se expressa ajuda muito em adquirir uma relação amigável. O testador jamais deverá ser ofensivo, ou usar um tom inapropriado para relatar o erro, principalmente porque se refere ao trabalho desempenhado por outra pessoa.

Depende muito de cada empresa, e da maturidade da equipe, mas manter uma relação “amigável”, e um espírito de união entre testadores e programadores funciona muito bem. Então, essa história de desprezo infinito entre desenvolvedores e testadores é só uma questão de ponto de vista.

Source: http://themonsterbug.blogspot.com/2011/10/desprezo-infinito-testadores-x.html

Category: gerenciar testes, processo de testes, tester and developers

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.