Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

By Luiz Gustavo Schroeder Vieira Na última semana estive em Vitória-ES e fui apresentar um Workshop sobre Testes de Software para oito empresas. Primeiramente gostaria de agradecer ao Leonardo dos Santos e Luciano Raizer pela oportunidade e indicação.De maneira geral, o trabalho foi bastante proveitoso. Todas as empresas participantes agradeceram bastante e saíram com um plano de ação bem palpável e direcionado para a sua necessidade.Às empresas que participaram desse processo, são cúmplices do feedback que estou passando nesse post: INNET, Tempro, DBM, Mogai, BL, Polaris e RaizerMoura, infelizmente não tive a oportunidade de conversar com a equipe da Vixteam por questões de cronograma.De maneira geral, o trabalho teve um resultado bastante positivo pelo seguinte fato: lembra que eu sempre bato na tecla que “teste é dependente de contexto”? Pois então, todas as empresas, sem exceção, tinham uma realidade completamente diferente umas das outras, e completamente diferente das demais empresas que já prestei Consultoria ou pude trabalhar.Isso é bastante claro, os processos são criados partindo das pessoas e das necessidades específicas para aquele negócio. Tem empresas que são Microsoft Partner e usam o ALM, tem empresas que possuem equipe de Suporte e esta é sua principal ponte com o cliente, tem empresas que possuem equipe de implantação de software e é quase que independente da equipe interna, tem empresas que possuem um processo de concepção perfeito mas a tradução (mais formalmente chamada de análise) para a “linguagem tecnológica” ainda engatinhando, entre outras, e cada uma com suas peculiaridades.Basicamente nós nivelamos nossa linguagem, avaliamos o processo, definimos objetivos e metas, estudamos ferramentas e descrevemos um plano de ação que fosse viável. Eu, sozinho, não defini nada, afinal, não vou decidir nada sobre qualquer empresa sem conhecê-la profundamente. Simplesmente o que fiz foi dar ferramentas suficientes para a equipe tomar seu próprio rumo, e deu certo, pelo fato deles serem os especialistas do negócio deles, não eu.E antes de finalizar, gostaria de descrever a minha percepção a respeito do pequeno* empresário capixaba: vocês estão de parabéns, nunca vi um povo tão motivado para crescer e que acreditasse tanto na sua competência local.Tive a feliz oportunidade de ouvir do Diretor de uma das empresas a seguinte frase: “Qual foi a lavagem cerebral que fizesse na minha equipe? Já mandei eles para uma dúzia de workshops de Testes e nunca voltaram tão motivados como agora…” O que acontece é que a equipe se deu conta das melhorias, e em momento algum eu impus que as coisas devessem funcionar daquela maneira ou de outra. Estou ansioso pela próxima etapa do processo… :)*Pequeno: Pequeno entre aspas, essa é a percepção deles quando se comparam a empresas como Accenture, Petrobrás, Vale e ArceloMittal, por exemplo.

Source: http://www.testavo.com.br/2011/12/consultoria-de-testes-lugati-vitoria-es.html

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.