Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By AsEspecialistas

Publicado na Edição 97 da revista Java Magazine o nosso mais recente artigo: Análise de Riscos e o Teste de Software.

O artigo já está disponível online, e mais uma vez temos a maior satisfação de compartilhar um trechinho:

Verificamos com a revista e infelizmente não podemos disponibilizá-lo na íntegra. Mas vamos tentar explicar um pouquinho sobre o seu conteúdo.

O risco não é uma certeza de ocorrência de um problema. Um risco é uma probabilidade de que um problema ocorra, é uma perda em potencial para a organização. Em função disso, é mais econômico para a empresa investir em mecanismos que evitem a sua ocorrência.

A análise de riscos pode focar os testes nos pontos mais relevantes do software, além de priorizar a melhor utilização dos recursos técnicos e humanos disponíveis, otimizando todo o Processo de Teste. Apesar disso, a análise de risco voltada para o teste de software segue basicamente as mesmas regras e metodologias utilizadas em projetos de software em geral, o que a diferencia é o acréscimo de características próprias, focando os testes nos pontos mais relevantes, e priorizando a melhor utilização dos recursos disponíveis.

Para demonstrar essas características, ao longo do artigo apresentamos:
– Conceito
– Teste Baseado em Riscos
– Riscos Relativos ao Teste de Software
– Riscos do Processo de Teste
– Riscos Baseados nas Características de Qualidade
– Vantagens

De que se trata o artigo:
Neste artigo veremos como uma análise de risco específica para o teste pode garantir mais qualidade e mudar os custos de um projeto de desenvolvimento de software.

Em que situação o tema é útil:
Um risco não é uma certeza de ocorrência, é uma probabilidade, e deve ser tratado preventivamente para que um problema não ocorra. Tratá-lo diretamente no Teste de Software implica na identificação dos possíveis fatores de riscos pertinentes aos requisitos do software. Dessa forma o foco dos testes vai para as funcionalidades que podem gerar maiores perdas, fazendo com que os testes sejam mais eficazes e eficientes.

Resumo:
As organizações vêm apresentando uma constante preocupação com a qualidade de seus sistemas. Nesse cenário, o Teste de Software exerce um importante papel assegurando que os requisitos satisfaçam as necessidades do cliente, porém, demandando quase 2/4 do valor estimado para o projeto. Para minimizar alguns desses problemas, a Análise de Riscos surge para reduzir os custos e garantir mais qualidade ao software, priorizando os testes nos pontos mais relevantes.

Source: http://asespecialistas.blog.com/2011/11/10/jm_risks/

Category: Java Magazine, Riscos

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.