Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By AsEspecialistas
A Edição 92 da Revista Java Magazine, já está disponível online e contém o nosso artigo, e temos o maior prazer de apresentá-lo. Segue um trechinho:

Estimativas x Teste de SoftwareComo uma estimativa pode ajudar no gerenciamento do Teste de Software
De que se trata o artigo
Neste artigo veremos como as estimativas podem ajudar no planejamento das atividades de Teste de Software. Para isso, serão demonstradas algumas técnicas que ajudam a estimar o tempo gasto com a execução das atividades, tornando-o mais próximo do real.
Para que serve
Apresentar algumas técnicas de estimativa que têm agregado qualidade à fase de planejamento do Teste de Software. Demonstrando desde técnicas mais simples, passando pela técnica mais utilizada no mercado, a APF, e enfatizando a APT, técnica voltada para o Teste ainda pouco difundida no Brasil.
Em que situação o tema é útil
Quando o planejamento do projeto não condiz com o que está sendo realizado, é provável que o tempo não tenha sido bem distribuído. Na tentativa de solucionar esse problema, a utilização de uma estimativa torna-se fundamental.
Resumo Devman
A utilização de uma estimativa especifica para o Teste dentro do ciclo de desenvolvimento de software tem como objetivo evitar que o mesmo seja colocado em segundo plano, em função dos possíveis atrasos nas demais fases do processo. Neste artigo, são apresentadas técnicas e ferramentas que propiciam um melhor gerenciamento das atividades de Teste, garantindo mais qualidade ao processo de desenvolvimento como um todo.
Introdução
A cada dia novos ingredientes vêm dando mais sabor ao Teste de Software. É uma mistura de metodologias, ferramentas, técnicas e equipes cada vez mais independentes e capacitadas, agregando mais qualidade ao software. Nesse cenário de ascensão, um dos grandes desafios do Teste é estimar.

Estimativas são consideradas complexas de se realizar em função de ersos fatores internos e externos que podem impactar diretamente no seu resultado. Porém, a importância pesa mais que o esforço e para que seja possível definir um Processo de Teste completo, estabelecer estimativas é fundamental.

Para definir uma estimativa próxima da realidade do projeto, dois itens em especial devem ser vistos com carinho: o custo e o prazo.

Além disso, para garantir a execução dos testes é necessário que haja tanto um planejamento quanto um gerenciamento dos mesmos. Para isso é importante que seja definida uma estimativa mais próxima do tempo realmente necessário para realização dos testes. Desta forma, evitam-se possíveis atrasos nas entregas do projeto, o que gera uma insatisfação dos clientes.
Uma boa técnica de medição e estimativa deve sempre levar em consideração o ambiente onde será utilizada. Entretanto, é válido ressaltar que estimar o esforço dos testes não é uma tarefa simples, e ersos fatores como recursos humanos, técnicos, políticos e ambientais podem interferir no seu resultado.

Estimar é uma atividade que deve ser realizada frequentemente, para que através de sucessivas melhorias seja possível obter o nível de exatidão esperado. A estimativa do esforço do Teste de Software é muito importante para a avaliação dos custos do projeto. Algumas variáveis como maturidade do processo de teste e testabilidade do software também influenciam na estimativa do projeto.

É comum ver estimativas de esforço voltadas para Teste de Software serem executadas pelas empresas através de “achismos” com base somente na experiência dos testadores, no entanto, essa informalidade pode gerar resultados conflituosos.

Existem hoje, muitas técnicas de estimativa criadas exatamente para preencher essa lacuna. O objetivo é fornecer métricas que permitam atender com uma margem menor de erro às necessidades do projeto.

Através da utilização de técnicas formais como: Análise de Pontos de Teste (APT), Estimativa de Caper Jones, Estimativas a partir de Bases Históricas, Pontos por Casos de Testes, Método Ad-Hoc, Regra 40-20-40, um nível maior de precisão pode ser obtido. Todas essas técnicas serão detalhadas no decorrer do artigo.
Análise de Pontos de Função (APF)
É uma técnica de medição utilizada no ciclo de desenvolvimento de software que tem como objetivo definir o tamanho do sistema, utilizando como métrica a análise dos pontos por função levantada nos requisitos do projeto.

Essa é a técnica de estimativa mais utilizada na área de desenvolvimento de software. Através do Ponto de Função mede-se o tamanho do software pela quantificação de suas funcionalidades externas, baseadas no projeto lógico ou a partir do modelo de dados.

A análise de pontos por função possibilita além de medir o tamanho do sistema no que se refere às funcionalidades disponibilizadas ao usuário, estimar seu tamanho em qualquer fase do ciclo de vida (mesmo que os requisitos ainda não tenham sido detalhados).

Para ler o artigo na íntegra, acesso o site da revista: Estimativas x Teste de Software

Source: http://asespecialistas.blog.com/2011/06/08/jm_estimativas/

Category: Estimativas, Java Magazine, 40-20-40, Análise de Pontos de Teste, APT, Estimar Testes, Método Delphi, Planning Poker, Pomodoro

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.