Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By [email protected] (André Júnior)
É faltam poucos dias para o exame da CBTS e muitos devem estar se preparando para a prova, então, para esse post eu preparei um resumo de algumas questões que caíram no último exame realizado pela ALATS. De certa forma servirá para todos terem uma boa noção do que é abordado na prova. Os conceitos foram retirados do livro “Base de conhecimento em teste de software”, que é a principal referência para a prova.

01. Definição de erro
Engano cometido por seres humanos/ Resultado de uma falha humana.
02. Definição de testes de regressão
Testar novamente segmentos já testados após a implementação de uma mudança em outra parte do software.
03. Definição de conceito V de testes
O grupo que FAZ trabalha com o objetivo de implementar o sistema e a equipe que CONFERE, simultaneamente, executa procedimentos de testes visando minimizar ou eliminar riscos. O ciclo de vida de testes pressupõe que sejam realizados testes ao longo de todo o processo de desenvolvimento.
04. Objetivo de testes de segurança
Os testes de segurança visam descobrir defeitos muito difíceis de identificar.
05. Definição de atividades de verificação
As atividades de Verificação e Validação servem para assegurar que o software funcione de acordo com o que especificado e atenda aos requisitos dos stakeholders. Essas atividades constituem um processo iniciado com as revisões dos requisitos, passando pelas revisões da análise e do projeto do software e as inspeções do código até chegar aos testes.

Verificação é uma atividade que tem como objetivo assegurar consistência, completitude e corretitude do produto em cada fase e entre fases consecutivas do ciclo de vida do software (Estamos construindo corretamente o produto?).

06. Definição de atividades de validação
Validação é uma atividade que tem como objetivo assegurar que o produto final corresponda aos requisitos do software (Estamos construindo o produto certo?).
07. Nível máximo de maturidade sem testes
Podemos dizer que, sem o teste perfeitamente caracterizado numa área separada, não é possível atingir, nesse caso, o nível 3 de maturidade. Portanto o nível máximo a se atingir sem testes é o nível 2.
08. Nível de maturidade CMMI (verificação e validação)
Nível de maturidade do CMMI que possui como área de processo Verificação e Validação é o nível 3.
09. Regra 10 Mayers
Estabelece que o custo de correção de defeitos tende a aumentar quanto mais tarde o defeito é detectado.
10. Objetivo de testes de estresse
Avaliar o comportamento do software sob condições críticas, tais como restrições significativas de memória, de área de disco e de CPU.
11. Turnkey(Pacotes/Softwares fechados)
Requer modificações de funções ou regras estabelecidas nas responsabilidades dos participantes das atividades do CVDS.
12. O que determina os testes de tratamento de erros
Determinam a capacidade do sistema de tratar apropriadamente transações incorretas.
13. Categoria dos testes de estresse na metodologia FURPS
Confiabilidade
14. Categoria dos testes de carga na metodologia FURPS
Desempenho
15. Definição de testes de recuperação
Testes de recuperação garantem a continuidade das operações após um desastre, também verifica a eficácia das partes do componentes do processo.
16. Definição de teste estrutural
Testes estruturais garantem que o software e programas sejam estruturalmente sólidos e que funcionem no contexto técnico onde serão instalados.
17. Qual o princípio de pareto?
20% do software é responsável por 80% de suas funcionalidades.
18. Modelo desenvolvido pelo PMI em que cada processo é definido como:
Entrada; Ferramentas e técnicas; Saídas
19. Formas de avaliação gerência de riscos
Identificação, Análise, Classificação, Planejamento, Rastreamento e Controle.
20. Risco
É uma perda em potencial para a organização. O risco pode ser medido através da análise de risco.
21. Análise de riscos
É uma avaliação dos recursos de informação de uma organização e suas vulnerabilidades. A análise de riscos combina a probabilidade de ocorrência com a gravidade dos danos causados por sua ocorrência.
22. Análise quantitativa
Processo de análise numérica do efeito dos riscos identificados nos objetivos gerais do projeto. A análise quantitativa de riscos é realizada nos riscos que foram priorizados pelo processo de análise qualitativa, por afetarem potencial e significativamente das demandas conflitantes do projeto. Ela analisa o efeito desses eventos de risco e atribui uma classificação numérica a esses riscos. Ela também apresenta uma abordagem quantitativa para a tomada de decisões na presença da incerteza.
23. Plano de testes em planejamento de riscos
Os seguintes planos de testes devem ser elaborados: Plano de Mitigação e Plano de Contingência.
24. Especificação de projeto de teste
Um detalhamento da abordagem apresentada no plano de teste que identifica as funcionalidades e as características a serem testadas pelo projeto.
25. Técnicas de teste
Método Step-by-step, Método PairWase, Gráfico de Causa e Efeito, Método de Classe e Equivalência e Método dos Valores-Limite.

Inicialmente estão descritas acima apenas 25, em alguns dias postarei mais, bons estudos.

Source: http://engtesteagil.blogspot.com/2010/11/questoes-alats-certificacao-brasileira.html

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.