Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By [email protected] (André Júnior)
Considerações do MPT: O MPT.BR é um modelo para Melhoria de Processo de Teste de Software Brasileiro, que está sendo desenvolvido com o princípio básico de ser compatível com o modelo MPS.BR criado pela Softex e é baseado também em alguns critérios usados pelo CMMI. O MPT é voltado para a melhoria das áreas de teste de software de empresas de qualquer porte. O modelo é leve e passível de ser adotado por áreas de teste de software para apurar o seu nível de maturidade, sem com isso onerar os seus processos anteriormente implementados. O objetivo principal será garantir que áreas de teste de software de tamanho reduzido possam ser avaliadas e estimuladas a alcançarem níveis maiores de maturidade, sem que para isso tenham que incorrer em altos custos de operacionais.
O MPT está subdividido em níveis de maturidade, sendo que no total compreendem-se 7 níveis;
A única área de processo que uma organização precisa para chegar ao primeiro nível do MPT é a de Gerência de Projetos de Teste(GPT);

Níveis e respectivas áreas de processo; Nivel 1Gerência de Projetos de Teste – GPTNível 2Gerência de Requisitos de Teste – GRTNivel 3 Aquisição – AQU (opcional)Gerência de Configuração – GCOGarantia da Qualidade – GQAMedição – MEDNível 4Gerência de Recursos Humanos – GRHNível 5 Desenvolvimento de Requisitos – DREIntegração do Produto – ITPValidação – VAL (opcional)Verificação – VERNível 6Análise de Decisão e Resolução – ADRDesenvolvimento para Reutilização – DRU(opcional)Gerência de Riscos – GRI Nível 7 Análise de Causas e Resolução de Problemas- ACP

A implantação de uma área de processo não é obrigatória em nenhum nível. Trata-se apenas de uma forma de facilitar o uso das práticas exigidas.
Cada área de processo possui Práticas específicas e Objetivos genéricos;

Source: http://engtesteagil.blogspot.com/2010/11/mpt-melhoria-de-processo-de-teste.html

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.