Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By Jailton Alkimin Louzada
Enterprise Architect e Teste de Software? Onde isso se encaixa? lol Se você se fez a mesma pergunta, você teve o mesmo pensamento que eu!
Sempre usei o EA para realizar modelagem de dados (Casos de Uso, Diagrama de Classes, MER’s e etc…), mas a pouco tempo tive a oportunidade de conhecer a ferramenta mais a fundo e como em suas novas versões a proposta do EA é ser uma ferramenta completa de ERP, em sua nova versão (7.5.850) ela engloba uma proposta de prover recursos para o gerenciamento e especificação de casos de teste.
Uma grande vantagem é que por ela proporcionar uma boa integração entre as disciplinas que envolvem o processo de desenvolvimento de software, consegue-se ter uma maior rastreabilidade entre os artefatos, centralização das informações, utilização de seus recursos visuais para modelagem até de casos de teste! (isso mesmo! modelagem de Casos de Teste).
Como não vou escrever a fundo sobre todos os recursos que a ferramenta provê e como utilizá-los, vou fazer uma breve demonstração de seu poder para utilização na disciplina de teste de software, abaixo segue alguns passos é link para download da ferramenta.
Você vai precisar:
1 – Download EA (versão trial);
2 – Documentação de Apoio e Uso do Help;
3 – Instalação da ferramenta (por sua conta! dica: “next-next-ok”).
Iniciando as tarefas:
1 – Após o download e instalação do programa, ficará assim:

2 – Assim que instalado vamos a criação de um projeto, para isso vá no menu: File -> New Project (Ctrl+N), na criação do projeto você poderá escolher um modelo já predefinido ou criar um a partir do zero, nesse exemplo vou criar um a partir do zero. Nesse caso é criado um tipo de agrupador do tipo “raiz” chamado model e dentro desse model (ou root node) você irá agrupar todos os artefatos para cada disciplina, em nosso exemplo vou criar mais dois agrupadores chamados view, um para Requisitos e outro para Testes, a intenção é mostrar a aplicabilidade prática da ferramenta no que diz respeito a especificação de casos de teste derivados a partir de requisitos e mostrar a rastreabilidade entre os Requisitos do Projeto (hipotéticamente falando é claro) e os Casos de Teste especificados a partir dos mesmos. Assim que criados o projeto (Project Browser) ficará assim:

2 – Para criação de qualquer artefato ou componentes dentro de cada disciplinas (teste por exemplo) é necessário que um diagrama seja criado, e dentro dele seja modelado os testes e requisitos respectivamente, ou seja, a premissa básica é que para qualquer modelagem a ser feita um tipo de diagrama deve ser criado, em nosso exemplo criei diagramas (clique com botão direito na view que se deseja e vá em add new diagram) de Casos de Uso para cada uma das disciplinas e dentro desses diagramas em branco irei modelar meus testes (para modelar os testes criei um Custom Diagram) e requisitos. Conforme visto abaixo:

3 – Vamos a criação dos requisitos! Para isso utilizei alguns tipos de componentes chamados: requirements (requisitos) e para esses componentes relacionei a outros chamados artifacts (artefatos), ou seja, a idéia foi ter um componente que representa um caso de uso e relacionado a eles foi adicionados seu artefatos de regra de negócio e requisitos, por exemplo. Abaixo veja como ficou:

4 – Na criação dos Casos de teste, vamos precisar utilizar componentes do tipo use case (caso de uso) com sterotype test case, e a ideia foi utilizar esse componente como um roteiro de teste para nele especificar os casos de teste derivados dos requisitos do sistema. Assim que criado os test cases você poderá dentro dele especificar seus casos de teste, para visualizar a tela de cadastro dos casos de teste, basta ir no menu: View -> Testing (Alt+3) e habilitar. Veja na imagem abaixo que são várias opções para criação de casos de teste, como: Nome do CT, Status, Quem executou, Tipo, Quem fez a checagem, e outros dados a mais.

5 – Criando a rastreabilidade entre os requisitos e casos de teste, para isso vamos simplesmente criar uma representação dos requisitos nos testes, para isso basta criar um simples link entre os Requisitos e os CT’s, nesse caso, estando na tela dos CT’s basta arrastar o componente que representa o requisito para o diagrama de caso de teste e criar um relacionamento do tipo “trace” (rastreabilidade) entre requisitos e casos de teste. Visto abaixo:

Assim que criada essa rastreabilidade entre requisitos e casos de teste, é possível através de uma matriz de rastreabilidade, mostrar os requisitos x roteiros de teste criados, ou seja, quando houver tanto criação de requisitos ou de casos de teste, através da matriz é possível ver o impacto ou simplesmente a rastreabilidade entre os artefatos criados (requisitos) e de criação(roteiros de teste), por exemplo. Para acessar a matriz de rastreabilidade, acesse o menu: View -> Relationship Matrix e selecione os dados e tipos que deseja relacionar, como visto abaixo:

Conclusão:
O EA apresenta uma gama muito grande de funcionalidades que nos permite definir a forma mais adequada os trabalhos realizados em nosso ambiente de trabalho cotidiano. Sugiro dar uma boa olhada na documentação e no help do sistema, que apesar de na maioria ser em Inglês pode ajudar muito no aprendizado. Abaixo segue o link do projeto editável e exportado para HTML.
Projeto HTML
Projeto Editável
Obrigado!

Source: http://www.jailtonalkiminlouzada.com/2010/12/enterprise-architect-e-teste-de-software/

Category: Enterprise Architect

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.