Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By Rosangela Geremia Roessler
Através da gestão de defeitos podemos acompanhar a qualidade do software em teste com base nos defeitos cadastrados pelos testadores ao longo de um ciclo de teste. Objetivo principal, ajudar a equipe de teste e a de desenvolvimento a manterem um histórico dos bugs do sistema. Nela estarão todos os dados do bug encontrado, sendo de grande ajuda para ambas as equipes, pois facilita o gerenciamento dos bugs.

Ao coletar todas as informações necessárias sobre o bug, o passo seguinte é cadastrar na ferramenta de gestão de defeito, também permite que novos membros da equipe chegar até a velocidade rapidamente. Num relance eles podem ver como distante ao longo do desenvolvimento da aplicação de software é, quais as questões abertas e fechadas, e que é atribuído a cada questão. Ao longo destas linhas, um pedido de um bom software de rastreamento de bugs que permitem classificar por categorias.

Outro grande uso de software bug tracker é criar uma base de conhecimentos para que os membros da equipe e, eventualmente, o pessoal de apoio pode ver os procedimentos utilizados para resolver problemas. Muitas vezes, uma nova edição será semelhante a um que já tenha sido fixado, para dar uma olhada em edições anteriores podem ser uma maneira rápida para atacar um problema novo.

Rastreamento de problemas, especialmente para grandes projetos, é complexa. Uma abordagem organizada para o desenvolvimento de software tem de incluir um processo detalhado automatizados para lidar com as muitas questões que surgem durante o desenvolvimento e mesmo após o término do desenvolvimento e da aplicação está no modo de manutenção

Das também numerosas mas menos poderosas ferramentas open source de gestão de defeito disponíveis destacamos as seguintes:- Mantis;- Bugzilla;- Scarab;- BugNET;- TRAC;Em outro postagem vou falar mais especificamente de cada ferramentas sua utilidade.

Source: http://testersoftware.blogspot.com/2010/10/ferramenta-para-gestao-de-defeito.html

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.