Post

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

By Gustavo Quezada
Em teste de software, quando um engenheiro de testes precisa estimar o número de casos de testes para um desenvolvimento de software, geralmente os documentos utilizados como entradas para essa fase de testes são os requisitos de clientes, requisitos de software seja funcional ou de interface visual, casos de uso, diagramas UML quando disponíveis ou qualquer outro documento no qual tenha informações necessárias sobre o software que será desenvolvido. Após analisar todos os documentos citados, o engenheiro de testes estima o número de casos de testes que serão desenvolvidos juntamente com o cabeçalho de cada teste. Feito isso, algumas perguntas começam a ser feitas para o engenheiro que fez a estimativa: “A estimativa está cobrindo todos os requisitos?”, “Qual é a confiabilidade dessa estimativa?”, “Não está faltando nenhum requisito que não foi criado?”. Usando uma rede Bayesiana, o engenheiro de testes conseguirá modelar a arquitetura de testes que será desenvolvido, podendo fazer uma ponderação estatística de cenários e riscos. Agregando valor a rede Bayesiana, o critério de adequação é usado para aumentar a cobertura de testes e requisitos. Cada requisito de software é analisado e é verificado se ele se aplica aos critérios pré-definidos. Com o uso da rede Bayesiana e critério de adequação, conseguimos ter uma representação gráfica dos requisitos, podendo fazer simulações dos cenários de casos de testes seguindo uma sequência lôgica, inclusive, teremos uma matriz de requisitos versus casos de testes, que contém todos os cenários de casos de testes obtidos na rede Bayesiana aplicando o critério de adequação.A apresentação abaixo neste post irá mostrar como essa técnica pode facilmente ser introduzida nas atividades diárias de um engenheiro de testes, identificando novos requisitos de software ou cenários que não foram considerados na fase de requisitos inicial, minimizando assim o problema de falta de requisitos ou requisitos dúbios e garantindo que sua estimativa é a mais confiável possível.Essa técnica foi apresentada no 2

Você também pode querer ler

Comments are off for this post.